quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Cinco cantoras latinas para conhecer

quarta-feira, 22 de outubro de 2014


Eu amo música latina, mas no Brasil, é difícil achar alguém que tenha os mesmos gostos. Por isso, adoro apresentar música e aumentar o clubinho. Um dos meus estilos favoritos é o das cantoras/compositoras de voz doce, e ai embaixo deixo meu top cinco pessoal. Não se engane pelo jeito fofo e o arranjo simples, essas moças surpreendem:

Natalia Lafourcade

Natalia é a mais conhecida das cinco - e como esse é um top pessoal, uma das minhas cantoras favoritas. A mexicana começou a carreira muito cedo e gosta de colaborar com vários artistas. Atualmente, ela encerra turnê de divulgação de "Mujer Divina" onde cantou versões de Agustin Lara, mas confesso que minha fase favorita é a do álbum "Hu Hu Hu". De voz doce, a moça deu pinta no Brasil no início do ano, quando veio gravar o programa "Encuentros en Brasil".



Carla Morrison 


Carla Morrison também é mexicana e uma das apostas da moça acima. Natalia Lafourcade um dia apadrinhou Carlita, mas atualmente a moça já mostra a que veio. Algumas pessoas acham a voz da moça enjoada, mas sou do time que é encantado por Carla. Até o momento ela só tem um álbum, "Dejenme Llorar".


Zahara

A moça é espanhola, e passou por fases em sua carreira. Já cantou com voz mais grossa e escolheu voltar para seu tom original em "La fabulosa historia de...". No disco seguinte, voltou mais elétrica, com arranjos diferentes e um trabalho mais conceitual. Prefiro a primeira fase mas gosto do segundo álbum, "La pareja tóxica". Contradições, quem não gosta um pouco?


Gaby Moreno 

Da Guatemala para o mundo, surgiu Gaby Moreno. Dessa lista, ela é a mais conhecida no Brasil, e inclusive esteve de passagem ao país para shows nesse ano. Com muito jazz e blues em suas canções, a moça tem apelas "Postales" como disco em espanhol - e outros dois em inglês.


Georgina 

Última da nossa lista, já repararam que é um Top 5 de música fofas, certo? E assim é a venezuelana Georgina. A moça tem dois discos gravados, mas é no segundo, "Rara" é que a moça fica viciante.

PS: esse post foi originalmente publicado no Mescla Cultural, página sobre música latina que edito há mais de quatro anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Coisas Infinitas © 2014