quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Palavrões e o que realmente incomoda: a desigualdade de gênero

quinta-feira, 23 de outubro de 2014


Garotinhas falando palavrão te ofende? Pois saiba que existe uma verdade muito mais ofensiva. Em 2 minutos e 35 segundos divertidíssimos a marca FCKH8 te ensina que mais do que se preocupar com a boca suja das crianças, é preciso de importar com a desigualdade de gênero imposta por uma sociedade machista que achar normal uma mulher ganhar menos que um homem exercendo a mesma função e que considera "coisa de menina"  ruim. O vídeo ainda fala da agressão a mulheres e deixa claro a verdade que todo mundo deveria saber: não é culpa da vítima, e sim do estuprador.

No Brasil, a realidade do vídeo é a mesma. O país é o é 117º em igualdade salarial entre homens e mulheres de acordo com relatório do Fórum Econômico Mundial, com homens recebendo até 30% a mais exercendo a mesma função. Ainda, apesar de serem maioria na educação, muitas mulheres ainda escolhem atividades de baixa produtividade e rentabilidade pela visão de "trabalho de homens" e "trabalho se mulheres", sem contar as tarefas domésticas, que sem divisão equilibrada atrapalham a vida profissional. 

A FCKH8 vende camisetas e acessórios online com estampas sobre a igualdade de direitos (e entrega no Brasil!) com frases geniais como "Garotas só querem direitos fundamentais" (com o trocadillho ótimo Girls just wanna have fundamental rights) e "Algumas mulheres podem casar com mulheres, supere!". Apesar de genial, as Potty-Mouthed Princesses Drop F-Bombs for Feminism foram censuradas pelo youtube, mas continham firmes e fortes no Vimeo:



Ai você pergunta, comprar uma camiseta vai transformar a sociedade? Não, mais vai atingir pessoas ao seu redor, e isso meu amigo, já é jogar o tema em discussão, nem que seja para lidar com gente que acha "feministas loucas, que o mundo é igualitários e nós que estamos procurando pelos em ovos", assim como o discurso da Emma Watson fez no mês passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Coisas Infinitas © 2014