terça-feira, 25 de novembro de 2014

Você quer ou precisa usar cosméticos?

terça-feira, 25 de novembro de 2014


Logo depois de escrever sobre o apresentador australiano que usou o mesmo terno por doze meses, descobri que sua colega de bancada Tracey Spicer também resolveu se pronunciar a respeito de como a imagem "roubou" o conteúdo do jornal: ela resolveu abrir mão da maquiagem e cabelo, porque bem, isso não é importante no final das contas. Pode ser radical da parte de Tracey, mas faz sentido pelos motivos que ela apresentou, simplesmente não gostar de todo o processo, "depois de 30 anos na televisão, eu me tornei o que eu mais desprezo: uma boneca pintada que passa uma hora por dia e $200 por semana para colocar uma máscara", ela explicou ao Daily Life (o artigo inteiro pode ser lido aqui).

Como jornalista, sei que isso de que mulheres usam maquiagem e homens não usam é balela, todo mundo precisa passar algo porque a luz do estúdio é inclemente. Tudo brilha, a luz natural e artificial atrapalha, e as feições somem sem um tratamento de equipamentos como o rebatedor. A maquiagem ajuda nesse processo porque destaca o contorno do rosto e principalmente da boca, onde está o foco do telespectador enquanto assiste um profissional na bancada ou em uma entrada da rua. Mas isso tudo não explica uma das maiores reclamações de Spicer, que além de receber reclamações do público, ainda aguentava superiores dissecando seu corpo e cabelo como motivo para que sua apresentação "fosse melhor".


De novo, Spicer tomou uma decisão radical, mas que parece ser a realidade da relação da apresentadora com cosméticos. Não é preciso abrir mão das coisas se você gostar, mas é um alivio se não gostar. Há umas semanas, a Pollyana do Girls with Style escreveu um artigo que diz muito sobre isso. Você pode amar se maquiar e fazer cabelo, contanto que não vire uma refém daquilo e ache que sem uma "transformação", sua vida não está completa:

"Mas eu não uso maquiagem todo dia. Basicamente só uso em dia das minhas festas no fim de semana. Eu não me sinto obrigada a usar maquiagem, eu GOSTO de usar maquiagem e pra mim, essa é a linha tênue que algumas mulheres precisam entender e que a terça sem make sempre tentou passar para vocês. Na minha concepção se você se sente feia sem make, se acredita que precisa dela para ir na padaria e pior, para estar apresentável, melhor pensar duas vezes. E fica a pergunta: O quanto você gosta e o quanto você acha que precisa de alguma coisa?"

E é exatamente isso que a Pollyana diz, você precisa gostar disso, não sentir que precisa. Eu nasci morena, há quase dez anos, pinto meu cabelo de ruivo e é assim que me identifico com o mundo - então colorir meus fios faz parte do meu processo de ser quem eu sou, por mais que isso me tire minutos de tempos em tempos.  É ótimo se mimar, se cuidar e curtir esses momentos, o problema é quando "se transformar" vira doideira, obrigação e sofrimento. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Coisas Infinitas © 2014