terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Três álbuns latinos que vocês deveriam ter ouvido em 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014


Indicações são maravilhosas, principalmente quando a pessoa que a recebe não torce o nariz para experimentar coisas novas. Eu gosto muito de música latina e acompanho o meio com prazer e me esforço por informações de novos materiais lançados - que aqui no Brasil é raríssimo de conseguir. Por esse motivo, ai vai a dica: por que não começar 2015 ouvindo música nova (e boa)?

Multi Viral - Calle 13
Meu visual engana, ruiva, de vestido rodado e óculos hipster porém fã de rap. O Calle 13 não é exatamente rap - mas também não é regaeton como meio mundo ainda rotula apesar da moda ter passado e o som da banda estar longe disso. A situação é a seguinte, Calle 13 é encabeçada pela dupla Rene Perez (composição) e Eduardo Cabra (Arranjo), que mesclam rap, cumbia, hip hop, tango e vários outros ritmos em letras sobre cotidiano e muita polêmica. Diferente do primeiro album de 2005, Multi Viral tem menos influência de sons da América Latina em favor de um som mais global, o que serviu para atrair novos ouvintes e entrar na lista de indicações do New York Times. Vale como apresentação para os não-iniciados em Calle 13:



Vengo - Ana Tijoux
Mais rap, mais do melhor latino desse ano. Ana Tijoux chamou atenção nesse ano e inclusive veio ao Brasil (incluindo show gratuito para os paulistas, diga-se) para divulgar "vengo". Altamente politizada e com um repertório tão grande que cada música tem uma alma diferente, Tijoux é um prazer musical. É como diz na faixa "Somos Todos Terroristas", "Não vou pedir permissão nem pedir a palavra, quem quiser me escutar será bem-vindo nesta sala porque o que somos não é como deve ser, mas é". Melhor do que nunca nesse trabalho, o álbum é um cartão de visita dos mais chamativos para quem nunca ouviu falar na chilena.


La Deriva - Vetusta Morla
Esse, confesso, não vi em listas, mas é uma das minhas bandas favoritas. Com um vocalista de voz singular, o grupo espanhol segura bem o indie rock e tenta mesclar mais em cada álbum. Esse "La Deriva" por exemplo, tem mais orquestra, mas mantem o clima do Vetusta Morla. Um a ótima para quem não conhece nada do outro continente:

(Já ouviram falar do Rotaroots? O grupo, que tenta trazer o estilo old school das blogagens, tem temas de mês. Essa postagem é uma das blogagens coletivas de dezembro. Também faz? Comenta ai) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Coisas Infinitas © 2014