sexta-feira, 20 de março de 2015

Uma nova versão pós-apocalíptica de Power Ranger com sangue, violência e nudez

sexta-feira, 20 de março de 2015


Power Ranger é uma franquia de sucesso, com mais de 20 anos e várias temporadas e muitos fãs, nada mais justo do que um deles, décadas depois da estreia, se dedicasse a homenagear a série original. O diretor Joseph Kahn criou "Power/Rangers", um curta de 14 minutos sobre a saga de uma maneira completamente diferente. Com James Van Der Beek e Katee Sackhoff no elenco, acompanhamos um mundo pós-apocalíptico em que a ranger rosa é feita refém está sendo interrogada.

Durante o filme, revisitamos a batalha, os outros Rangers, e o que fizeram depois da batalha. Além deles, revemos Bulk, Skull e Rita Repulsa, feiticeira intergaláctica (começaram a cantarolar Sandy & Junior, né?) O mais legal sobre esse curta, é que ele prova que a mitologia de Power Ranger não é tão bobinha como parece,  dando ótimas oportunidades com o roteiro certo. Com o uniforme tradicional e o capacete, vemos muito sangue, violência e tecnologia avançada, além de drogas e nudez. Oficialmente, já não é coisa de criança.


Para quem não entende inglês, o "Diário de Pernambuco" legendou o curta, que pode ser assistido clicando aqui - porém é a versão censurada, sem várias cenas em nome das regras do Youtube contra nudez e violência.  Quando foi ao ar pela primeira vez, no final de fevereiro, o vídeo saiu do ar por reclamação da Saban, detentora dos direitos originais da série. 

O curta voltou ao ar com a autorização da Saban, porém ambas as partes não contam como chegaram a esse acordo. "Power/Ranger" foi totalmente financiado por Joseph Kahn, liberado gratuitamente e não gera lucro - além de só usar o plot da série e ir para caminhos completamente diferentes no roteiro - o que pode ter ajudado na liberação. "Power Ranger" irá ganhar um reboot original em 2016, produzido pela Saban.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Coisas Infinitas © 2014