quarta-feira, 6 de maio de 2015

Como vender seus livros usados, conseguir mais espaço e ganhar algum dinheiro

quarta-feira, 6 de maio de 2015


Eu sou ridiculamente apegada a meus livros, mas percebi que muitas coisas que tenho na minha estante foram lidas apenas uma vez. Aquela leitura da moda, aquele livro que eu gostei da sinopse mas achei ruim, o que comprei para a monografia e nunca mais olhei. Na contagem, tinha mais de 20 que não fazia questão, e resolvi dar uma finalidade a eles.

Vale a pena vender?

Super vale! Meu pensamento é o seguinte: você ia ganhar algum dinheiro com ele parado sem função na estante? Então vale a pena. Para vender, primeiro analise o estado real dos livros. Quanto mais novo, mais você pode ganhar, quanto mais manchas, visual envelhecido, capa amassada, rasuras ou outros probleminhas, menos.

Eu aconselho anunciar no seu perfil do Facebook e em grupos da rede social. No Rio de Janeiro, anuncio no Desapegos de Livros RJ. Outros estados devem ter seus próprios grupos, basta uma pesquisa rápida. Sites de anuncio como o OLX e Mercado Livre também são opção, e facilitam na hora do envio porque a maioria das negociações são feitas pelo correio.




(Se começou a esbarrar nos livros, está na hora desapegar)

Os sebos também são boa opção, mas devem ser considerados como última opção por pagarem muito pouco. Não conseguiu vender online? Procure uma loja em sua cidade e ofereça seus livros. Os pagamentos não chegam a R$5 a unidade na maioria das vezes, mas vale a pena para os encalhados. Apesar de popular, o Estante Virtual não é uma boa opção para quem só quer vender alguns livros. O serviço cobra taxa que começa em R$42, o que não vale a pena para quem vai vender em pequenas quantidades.

Não conseguir vender ou não quero tentar. O que posso fazer com meus livros?

Se você acha que não vale o esforço, faça uma pesquisa rápida na sua localidade e doe para alguma biblioteca. Apesar de ter alguns incentivos, essas instituições agradecem qualquer material que ajudem elas a ficarem mais recheadas (sempre em bom estado de conservação, né?)

Aqui em casa tinha muitos livros didáticos e eu deixei a escola há mais de dez anos. Procurei um CIEP meio descrente de que eles topassem, mas não só aceitaram como disseram que precisavam de mais para pesquisa dos alunos. O resultado foi essa caixa bem cheia:


Se o livro não estiver bem conservado, com manchas e outro tipo de marcas que seja impossível doar, entregue para a reciclagem. Mesmo caminho que jornais e revistas velhas também podem ter. O site Rota de Reciclagem mapeia alguns dos pontos de reciclagem de acordo com sua geolocalização. Para saber mais, clique aqui.

Partiu vender ou doar?

3 comentários:

  1. Eu costumo trocar no Skoob ou doar para escolas.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Eu vendo os meus através do Mercado Livre e Livreiro Online. Ambos oferecem planos gratuitos de anúncio.

    ResponderExcluir

Coisas Infinitas © 2014