sexta-feira, 8 de maio de 2015

"Saga Ruiva": pintar ou não pintar a sobrancelha?

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Uma das grandes dúvidas das ruivas é saber se deve colorir ou não a sobrancelha. A questão é: dependendo da cor natural da sua, o visual não ficar harmônico e bate a vontade igualar cabelo e sobrancelha. Se você sente o incomodo pelo tom dos pelos acima dos olhos, existem opções, mas não é necessário. Se não quer se estressar com mais uma coloração no calendário nem perder alguns minutos com maquiagem, não tem problema nenhum em ficar com a sobrancelha natural.

Os profissionais costumam concordar que a regra para conseguir a sobrancelha ideal, é que ela seja de um a dois tons mais escuros que os cabelos. Mais do que isso, pode destacar demais o olhar e de menos as madeixas, "apagando a coloração". Se a sua é assim naturalmente e não te incomoda, não tem problema algum em manter, como a Karen Gillan na foto que abre o post. Apesar de ser ruiva natural, ela tem sobrancelha castanha e mesmo em duas nuances diferentes, o resultado combina com os traços da atriz. Mais exemplos: Demi Lovato e Rihanna com suas sobrancelhas naturais e cabelos de tons avermelhados.  






1) Colorir a sobrancelha
Para quem quer tentar colorir, há algumas opções. Existem tintas especiais para isso como a Refectocil e a Tintocil, mas o preço é salgado. Ainda há opção da henna e de produtos específicos de salões especializados, como o Spa da Sobrancelha, que me cobrou R$40 por uma coloração que dura um mês. Usar a mesma tinta dos cabelos na sobrancelha é errado porque a área do rosto é sensível, e muita gente que nunca teve alergia ao produto nos fios tem reação com esses produtos na sobrancelha..

Além de suscetível a alergia, a tinta de cabelo enfraquece o crescimento do pelo, causando falhas. Por isso, a pessoa que escolher usar coloração nas sobrancelhas precisa entender os riscos e saber que pode acontecer no processo. Eu, por exemplo, decidi tentar porque como o meu cabelo é naturalmente acinzentado, os reflexos brigavam e meu rosto não ficava harmônico - lembram da estrela do Oswald?




(Lily Collins coloriu a sobrancelha, Emma Stone prefere preencher com lápis e sombra)

Então eu aproveito que vou colorir os cabelos, separo um pouco da tinta e passo na sobrancelha. Faço isso porque uso água oxigenada de 20. Acho a Ox de 30 e 40 fortes demais para esses pelos que costumam ser mais ralos. Deixo menos de 10 minutos apenas para pegar um "reflexo" e as nuances pararem de brigar. Para quem ficou com dúvida, a Gleice do "Desocupada é a mãe" tem um tutorial ótimo com direito a ensinar como aplicar a tinta para uma melhor fixação.

2) Usar lápis ou sombra
Para quem não tem coragem de colorir ou não quer passar pelo processo, pode optar pela maquiagem. Assim como a coloração, existe produtos específicos para isso, o problema é a falta de opção do tom ruivo. A Frescurinha achou alguns produtos, mas na maioria das vezes, as acobreadas precisam preencher com sombras normais puxadas para o marrom quente. Dizem que ela enfraquece a raiz, mas eu duvido um pouco dessa questão porque todo e qualquer produto (incluindo os específicos para a sobrancelha) podem entupir a raiz e dar problemas de crescimento. Então é escolher uma sombra que combine mais com seu cabelo - respeitando a regra de ser mais escuro em um ou dois tons - e usar. Para o passo a passo, a Renata gravou um vídeo sobre o tema.




Esse post faz parte da tag "Saga Ruiva", já falamos aqui:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Coisas Infinitas © 2014