segunda-feira, 12 de outubro de 2015

"Cooties: A Epidemia": terror no jardim de infância

segunda-feira, 12 de outubro de 2015


Sou meio carente de terror com bons roteiros, então termino vendo muita coisa envolvendo zumbis ou sobrenatural a procura de algo ótimo - em uma dessas sessões assisti "Unfriend", que falei por aqui há umas semanas. Então cheguei a "Cooties: A Epidemia", que na verdade é uma comédia (que vai atrair principalmente os fãs de "Zumbilândia") sobre uma escola primária infectada por um vírus que transforma as crianças em zumbi, mas vamos começar do início.

Clint (Elijah Wood) é um professor substituto e um escritor fracassado. Ele sai de Nova York para morar com a mãe na pequena cidade de Four Chicken depois que nada engrena em sua vida. Com a cópia de seu livro (muito ruim) debaixo do braço, ele chega até a escola onde vai substituir uma professora. Lá ele conhece o típico valentão da educação física (Rainn Wilson), o esquisito de biologia (Leigh Whannell), a obcecada pelo botão anti-estupro (Nasim Pedrad), o medroso (Jack McBrayer) e volta a encontrar a amiga de colégio Lucy (Alison Pill).


Ao mesmo tempo - e em uma das aberturas mais nojentas que já vi - vemos um aviário infectado, que se transforma em nugget infectado, que transforma uma menina em zumbi e ela repassa o vírus para todos os amiguinhos de escola, deixando os professores ilhados entre o bando de zumbis de menos de dez anos.

Se você quer terror terror, esse não é o que você procura, mas se não ter problema com comédia de situação, essa é a pedida. Cheia de piadinhas infames, drogas e zoeira sobre odiar crianças, "Cooties" vale pelo enredo. Na parte final, quando saímos da escola, o filme perde sua força. De quebra, o final é aberto demais, parecendo até mesmo preguiçoso, principalmente porque temos várias pistas ao longo da película que no final não realizam. No geral, é um enredo com um plot incrível. E como vocês podem perceber pelos gifs/imagens escolhidas, inclusive tenho um personagem favorito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários

Coisas Infinitas © 2014